Campos do Jordão  -  

 
 
 

A CIDADE DE CAMPOS DO JORDÃO

 HISTÓRIA

Por ordem real, com o objetivo de transportar o ouro das minas de Itajubá (MG), em 1720 foi aberto um caminho por Gaspar Vaz, conhecido como "O Oyaguara", que ia desde o vale do Rio Sapucaí e atravessava a Serra da Mantiqueira até Pindamonhangaba. Apesar do caminho ter sido fechado, Gaspar Vaz estabeleceu-se na região de Sapucaí, transformando-a em um centro comercial de gado. Em 1771, Inácio Caetano Vieira de Carvalho, também atraído pelos encantos da região, segue o mesmo caminho do Oyaguara e se estabelece em uns campos próximos do Pico do Itapeva, lá permanecendo com seus filhos por 20 anos e criando uma fazenda para a criação de gado.
Em 27 de Setembro de 1790, através de carta do Governador da Capitania de São Paulo, obteve sesmaria. Após 1825, a gleba foi vendida ao Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão, ficando o lugar que era denominado "Os Campos" conhecido como "Os Campos do Jordão", dando assim origem ao nome da localidade. Em 1874 as terras foram adquiridas por Matheus da Costa Pinto, que fundou o povoado de São Matheus do Imbiri, atual Vila Jaguaribe, justa homenagem ao Dr. Domingos Nogueira Jaguaribe, que introduziu importantes melhoramentos no povoado, hoje o marco de fundação da cidade.
Sua privilegiada localização entre três grandes capitais - São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte - e distância relativamente pequena que a separa desses grandes centros, garantem-lhe a freqüência apreciável de turistas. O Turismo constitui, assim, a maior fonte de renda do Município. Seu clima excepcional, a vegetação exuberante, os espécimes raros de sua flora, os pássaros que povoam suas matas, suas águas e o magnífico paisagismo arquitetônico introduzido pelo homem, compõem um conjunto de condições notáveis para o turista em busca de lazer e repouso.
Campos do Jordão oferece um dos mais belos espetáculos naturais: a geada. O gelo pulverizado embranquece os morros, as árvores e as casas. Quem não quer ver a geada deve subir a Serra na primavera, quando os campos ondulados da Mantiqueira se recobre de flores. A escritora Dinah Silveira de Queiroz, entusiasmada com esse cenário, imortalizou Campos do Jordão em seu romance "Floradas na Serra".
Campos do Jordão é formada por três núcleos que ao longo do vale se desenvolvem com a característica de Vilas: Abernéssia, Jaguaribe e Capivari. Abernéssia origina-se de "Aberdeen" e "Inverness", localidades escocesas que Robert John Reid, fundador do núcleo e natural da Escócia fez a fusão das duas palavras. Jaguaribe foi o primeiro núcleo a aparecer, quando ali Matheus da Costa Pinto fundou a Vila de São Matheus do Imbiri, em terras adquiridas do Brigadeiro Manoel Rodrigues Jordão e que já eram chamadas de Campos do Jordão. Capivari surgiu no início do século pelos esforços urbanísticos e acurado planejamento de Emílio Ribas, hoje centro turístico da Estância.
Através da Lei nº 2140 de 01/10/1926, transformou-se em Estância Hidromineral e por força da Lei nº 1844 de 17/11/1978, passou a denominar-se Estância Turística.

 

 
 

 

 

     

 

INVERNO EM CAMPOS DO JORDÃO

 

PICO DO ITAPEVA A 2100 METROS

 

 

 

 

Leone di Saez

                                   EMAIL: info@camposdojordaopousadas.com.br    Telefone: 12 8112 3951              

                           Melhor visualizado em 800X600   © EDITADO E PUBLICADO EM 2004

                      CAMPOS DO JORDÃO POUSADAS.COM.BR  

                   TODOS OS DIREITOS RESERVADOS